quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Amar o potencial está fora de questão

Catarina Furtado

O problema de muitas mulheres é gostarem de um homem pelo potencial dele e não pelo que realmente é.


Está incorrecto. Não podemos, nem sequer devemos querer mudar ninguém. Querem treinar os homens assim como quem treina cães? Ui. Sim, podem torná-los mais espertos, ensiná-los a usar algumas regras de etiqueta e de moda, mas mais nada. Não queremos andar a vida a fazer de professora, certo? Ou queremos? Não queremos passar a vida a anotar cada erro para chamar atenção. Não, não queremos! Queremos amar os homens tal como são. Ter qualidades é óptimo, mas não se esqueçam que os defeitos também estão juntamente com o pacote.

14 comentários:

  1. Isso é mesmo verdade, as vezes podemos mudar pequenas coisas, mas a pessoa em si, impossivel *

    ResponderEliminar
  2. É interessante como este tema está a ser recorrente em vários blogs... Dúvidas existências meninas?

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente, graciosa "Solteira.

    O pacote vem sempre com o lindo - o assim-assim - e o feio:)

    Quando se tem de alterar, não é por imposição.A naturalidade é o melhor caminho para evoluir a dois...

    bjos

    Pj

    ResponderEliminar
  4. muito bem...
    100% verdade isto... todas as mulheres no fundo crêm que podem mudar um homem.

    até podem, altera-lo por um determinado período de tempo, mas mais cedo ou mais tarde ele volta ao normal (ainda bem !!!)

    mas esse instinto deve estar ao lado do vosso "lado maternal" que tentam colocar quase sempre em tudo!!

    ResponderEliminar
  5. E além do mais, não há ninguém perfeito!

    Kisses*
    Fénix*

    ResponderEliminar
  6. ´é a procura infindável de se moldar o companheiro a nossa maneira de ser

    ResponderEliminar
  7. Shiine,
    nem queremos mudar,certo?

    Ruben,
    em que blogues menino?

    Pj,
    seria bom que todos quisessem evoluir, mas evoluir a serio.

    Bruno,
    o menino está a dar-me razão? Uau. Para quê mudar alguém? Qual é a piada? Não temos n´so de gostar do real? Da personalidade que efectivamente é? O lado maternal está relacionadocom as maminhas, mas isso explico noutro dia.

    Fenix,
    nem eles, nem nós. Nem vemos por aí homens a querer mudar as mulheres, como se vê mulheres a querer mudar os homens.

    Papagaio,
    para quê? para depois perder a piada...?

    ResponderEliminar
  8. Graciosa Solteira...

    Mas evoluir a sério", como dizes: tem de ser dos dois lados...lol" Trogoloditas tambem há no feminino...lol"

    Vamos dar a mãos e evoluir na técnica salutar de surpreender em cada gesto a pessoa que amamos...

    bjos

    Pj

    ResponderEliminar
  9. solteirona
    quando for necessário darei razão...
    quanto à tua explicação que envolvem os apêndices mamários, bem estou a ficar ansioso quanto a essa explicação (ou demonstração se achares que assim entendo melhor ;) ehehe)

    ResponderEliminar
  10. PJ,
    dar as mãos e dar beijinhos que sempre é mais giro. :)

    Bruno,
    soa-me mal essa do solteirona... ou passo a tratar-te por solteirão?
    E para ti talvez com um desenho vás lá.

    ResponderEliminar
  11. Mas o que querem provar afinal!
    Cada ser é único, não se pode mudar uma pessoa como quem treina um animal, e olhem que treinar animais não é nada fácil.
    A vida a dois precisa de adaptação de ambos os lados, as mudanças são a dois.
    A perfeição não existe, nem Deus era perfeito.
    Por isso temos que aceitar os outros como eles são, o que podemos fazer é tentarmos ser umas pessoas melhores, respeitanto o nosso espaço e o dos outros, só assim se consegue manter uma relação a dois.
    Manu

    ResponderEliminar
  12. Pimenta,
    e só assim tem sentido. Não vejo que possa ser de outra forma. Com dupla personalidade uma pessoa nem sabe muito bem do que gosta. Eu prefiro clareza e o que são na realidade, sem sempre com o que posso contar.

    ResponderEliminar
  13. Pra eles e pra nós :) Somos perfeitas com os nossos defeitos. Aliás, nós só gostamos verdadeiramente dum homem qdo conseguimos amar tb os defeitos, e chiça que essa parte é dura...

    ResponderEliminar