terça-feira, 22 de setembro de 2009

O objectivo é dar desprezo? É essa a jogada do século?

Desconhecida


O gajo interessou-se por mim. Tenho lá culpa. O gajo trabalha comigo. Eu disse-lhe de forma clara que não estava interessada. Ele mudou a forma como me trata. Ok, é normal. Agora não é normal é falar comigo como se tivesse vontade de me bater. Não é normal nem sequer me dizer bom dia. Não é normal tanto desprezo.


Isso começa a irritar-me e talvez seja esse o objectivo. Ok, está a conseguir. Raio do gajo.

12 comentários:

  1. Quando um amigo meu iniciou a sua vida profissional, o pai dele deu-lhe este sábio conselho: não comas a carne onde ganhas o pão. Diz a esse gajo que o teu pai ou a tua mãe, quiçá um irmão (se o tiveres) te deu este sábio conselho e que fazes dele um dos valores sagrados que nunca desrespeitarás. Se ele não entender, há sempre a opção mais radical: "- Olha lá, ò meu merdas... Nós vamos ter que trabalhar juntos e já te disse que não quero nada contigo. Ou és homem e aceitas isso ou isto vai correr muito mal. Não queiras trabalhar com uma mulher a quem lixas os cornos.".

    ResponderEliminar
  2. Ele estaciona perto do emprego? Deixa-lhe o recado que o Mister Peter disse mas na carroçaria, vais ver como ele volta a mudar de atitude.

    ResponderEliminar
  3. hummm....não concordo com nenhum destes conselhos! Qualquer coisa que faças vais-lhe dar atenção! E os homens quando gostam, tendem a pensar que atenção negativa é sempre atenção! Continua a ser cordial com ele e normal! Dá tempo ao tempo que isso vai-lhe passar! ;)
    Sempre com classe! ;)

    ResponderEliminar
  4. Devo concordar com o Alex. Neste caso o melhor que se pode fazer é IGNORAR! é mais ou menos como os anónimos.

    Verás que daqui a nada os neurónios voltam ao seu lugar. E tu, continuas a mesma profissional de sempre!

    Podes fazer o que quiseres, mas nada de antenção! Livraa!

    Joana

    ResponderEliminar
  5. Confesso que quando vi o título do blog pensei que seriam meia dúzia de trivialidades a meio caminho entre a MÁXIMA e a MARIA...Wrong! Mentalidade perversa e machista. Mea culpa!O espaço é muito bom! Assuntos sérios com uma boa dose de humor. Aprendi umas coisas...da próxima vez...já sei o que pergntar ou não perguntar a uma mulher.
    Li-te e ficoo na dúvida, nós homens...ou somos umas bestas ou andamos distraídos...Estou em crer que é a última hipótese...
    Reparei uma injustiça: Ganhaste um seguidor e o link do teu blog já lá canta no meu espaço.

    ResponderEliminar
  6. Mister Peter,

    o teu pai é que tem toda a razão. Eu sei o que ele quer dizer com isso. mas eu não lhe vou dizer nada dessas coisas. Já percebi que ele ainda acha que estou mais apaixonada.

    ResponderEliminar
  7. Alex,

    é que tens toda a razao, foi isso que se passou realmente. Dei-lhe desprezo, ele pensa que estou pronta para casar. Lixei-me e quero o divorcio.

    ResponderEliminar
  8. Bento,

    justiças á parte, seja bem vindo e fique por aqui, para rir comigo. :)

    ResponderEliminar
  9. oh tu tb...
    magoaste o rapaz... agora esta a lamber as feridas... LOLOLO - gozar com a tristeza alheia é feio :)

    PS: Solteira, jogas ténis?

    ResponderEliminar
  10. Coitado do rapaz. Nem sabe aonde e que se meteu...

    ResponderEliminar